31 de out de 2008

EU


CHORO POR AQUILO QUE VIVI
CHORO POR AQUILO QUE TIVE
CHORO POR AQUILO QUE SOFRI
CHORO PELO QUE NÃO TIVE

SOFRO PELO DIA DE HOJE
SOFRO PELO QUE TENHO
SOFRO POR AQUILO QUE PENSO
SOFRO PELO QUE NÃO TENHO

SONHO POR UM DIA MELHOR
SONHO POR UM JARDIM EM FLOR
SONHO PELO SIM PELO NÃO
SONHO POR ACONHEGO E AMOR

QUERO DE NOVO CAMINHAR
QUERO UM NOVO ACORDAR
QUERO DE NOVO SONHAR
QUERO UM BRILHO NO OLHAR

29 de out de 2008

Por este olhar




Por este olhar que me chega mudo
Pelo silêncio que me diz tudo

Pelo carinho que me devotas
pelos meus defeitos que nem notas
Por esta paz que nós nos transmitimos,
por este pão de amor que repartimos
Pela pureza dos teus sentimentos,
pela presença em todos os momentos

Por seres presente mesmo ausente
por seres feliz quando me vês contente
Por ficares triste, quando estou tristonha,
Por rires comigo quando estou risonha
Pelos teus segredos, que eu tão bem conheço
e por achares que só eu os mereço
Por esta carinha e este olhar

Minha menina linda eu vou cuidar


28 de out de 2008

Mais um


Não vou cair não, é só para manter o equilíbrio, com um sorriso e de braços abertos eu abraço cada um um vocês, com muito carinho.

Hoje é um dia muito especial para mim. São os meus 43 anos.
Gostaria que todas as pessoas que amo estivessem ao meu lado para dividirem comigo toda alegria que estou sentindo por completar mais um ano de vida.
Mas como sei que não será possível, deixarei aqui registado um pouco da minha felicidade para que vocês também possam compartilhar.
Agradeço o carinho e o apoio de todos
Beijinhos no coração de cada um


Podem se servir de uma fatia é todo para vocês.

27 de out de 2008

Uma coisa eu sei


Uma coisa eu sei
nesta vida tudo passa
Desilusão, decepção, dor
Basta crer na vida
E no amor
Mas há os desenganos
Fases em que nos entregamos
E tudo nos leva a descrer
Então nos lamentamos
Abrimos portas para o sofrer
Que indócil, impaciente
Deixamos entrar,Simplesmente
Sem querer, sem perceber
Sem mesmo se anunciar ou bater
E a dor vem de graça
E o de graça tem seu preço
Preço amargo de um tributo
Que vem com apresso
Sem ser desejado
Um arremesso!Sem dia marcado...
Um tropeço!
Tem que ser agora
Sem escolher o tempo
Mesmo sem endereço
Um contratempo
Visita indesejável, aborrecimento
Tumultua o que há por dentro
Faz doer, faz sofrer, faz sangrar
Tendo que acreditar
Que o amanhã sempre vem
E a esperança do viver bem
De que tudo passe
Se vá
Difícil é esperar
Mas sei que vai passar
Dias melhores virão...

25 de out de 2008

São um sonho


Existem pessoas que são um sonho.
Um sonho pelo qual a gente dormiria a vida inteira.
Mas o destino vem e nos acorda violentamente...
E nos leva aquele sonho tão bom.

Existem pessoas que são estrelas.
Doces, luzes que enfeitam e iluminam
as noites escuras de nossas vidas.
Mas vem o amanhecer e nos rouba
com toda a sua claridade aquela estrela tão linda.

Existem pessoas que são flores.
Belezas discretas que alegram o nosso caminho.
Mas com o tempo, as flores murcham,
e nos enchem de saudade de sua cor e de seu perfume.

Existem, finalmente, as pessoas que são simplesmente amor.
Um amor doce como o mel de uma flor...
que desabrochou numa estrela
e que veio até nós num lindo sonho!
E ainda bem que são amor,
porque flores, estrelas ou sonhos,
mais cedo ou mais tarde, terminam...
mas o amor... O Amor não termina nunca

23 de out de 2008

Coração adolescente


Eu tenho um coração adolescente,
porque nunca se cansa.
Vive rindo, contente
cheio de esperança.
Eu tenho um coração adolescente
porque ainda acredita na amizade.
É um coração eloquente
expressa sempre felicidade.
É um coração como todos os outros
sofre, chora, sente dor.
Mas é um coração adolescente
porque não esqueceu o que é o amor!

22 de out de 2008

Hoje


Hoje
Vi as estrelas no firmamento...
a brilhar!
Senti-me uma delas...
a cintilar!
Imaginei-me a bailar......
com o vento...
Aqui...
Ali...
Além...
Em qualquer lugar...

21 de out de 2008

Parabéns

Parabéns Ricardo
por este dia especial
que é teu quinto aniversário.
As saudades que eu tenho
desse sorriso maroto
olhar traquina, rebelde
mas meigo , doçe e alegre.
Que orgulho eu sentia
quando me chamavas de "Avó"
mesmo sabendo que não o era.
E neste dia recordo com carinho
um ano que te tive a meu lado
não te podendo dar um beijão
vou buscar ao céu as estrelas
embrulha-las em papel ilustrado
e manda-las de presente
com amor e muito carinho

20 de out de 2008

Alegria


Muitas vezes, buscamos a "Alegria"
em coisas do mundo,
porém esquecemos que só das coisas simples
poderemos extrair o verdadeiro bem.
Como viver sem harmonia?
Sem amor?
Aproveitar a vida sim,
jamais esquecendo a nossa essência.
O mais importante é o amor
que cada um de nós
carrega dentro de si
e a capacidade que temos de
espalhar este amor

17 de out de 2008

Toda manhã


A cada gota de orvalho repete seu
exercício contínuo de nascer,
crescer, transformar e multiplicar.
A cada manhã a vida floresce,
estende seus braços para o céu e se reproduz.
A cada manhã a vida se espalha,
e aos pares se encontram
e se manifesta em mil formas,
mil maneiras diferentes de ser,
maravilhosas formas de ser
e reinventar seu milagre infinito de
recomeçar toda manhã

16 de out de 2008

Amor tem medida????

O amor não tem medida
não tem rima,
não tem cor
Amor é a própria vida
que se imortaliza,
no perfume e no sabor.
Eterno e vitorioso
vence em qualquer dimensão,
flutua em qualquer tempo
multiplica-se na emoção.
Amor é sentimento
que brota como vapor
tem um toque de saudade,
a beleza de uma flor
Tem o brilho de uma estrela.
livre a todos encanta,
sempre a entoar
a cantiga infinita
vinda do universo
Amar.

14 de out de 2008

MULHER


Sou um vento que vaga..
Envolvendo todo o seu ser
Sou como a lua no céu claro,
Com segredo a esconder..
Sou vaidosa e impetuosa,
Na minha maneira de ser
Sou sincera e carinhosa,
Para quem de fato merecer..
Sou romântica e talentosa,
Faço da vida uma reflexão.
Mas às vezes sou impiedosa,
Com quem fere meu coração..
Aprecio a beleza das rosas,
Que me trazem inspiração.
Deleito em versos e prosas,
Para alimentar minha emoção!
Sou sensível e sonhadora,
Sou leal a quem me quer
Não sou anjo ou pecadora..
Sou somente uma MULHER

12 de out de 2008

Abraço


abracos-1 - Recados Para Orkut


Hoje acordei assim, melancólica, tristonha, será da chova talvez, senti-me sozinha com meus pensamentos, perguntas sem respostas que só o tempo saberá responder, os (ses) os (porquês). Senti falta de um abraço, onde não seriam necessárias palavras, apenas senti-lo.

9 de out de 2008

Com você onde for


Quero um homem que toque minha alma
Me exalte não por elogio
Mas pela sensibilidade de perceber.
Que me dê a mão em dias de sol
E fique agarrado comigo quando chover.
Quero um homem com fome de vida
Que a alegria brilhe em seu olhar
Que no seu sorriso eu veja o amor
Que caminhe comigo na beira do mar.
Quero sentir que caminhamos juntos
Quero sentir o vento nos cabelos
E ver o sol pela janela
A lua na camaAs flores no jardim.
Quero um homem pra mim
Que me ame com força
Que me solte de leve
Que regue com maestria
Pra não me podar aos pouquinhos.
Quero um homem que me enlouqueça
Que de viver não esqueça.
O comodismo mata aos poucos
Empoeira o amor.
Quero tão pouco
Quero nada
Liberdade e amor
Ir e vir
Com você onde for.

7 de out de 2008

Livre


Rir é correr risco de parecer tolo
Chorar é correr risco de parecer sentimental
Estender a mão é correr o risco de se envolver
Expor seus sentimentos é correr risco de mostrar seu verdadeiro eu
Defender seus sonhos e ideias diante da multidão correr o risco de perder as pessoas.
Amar é correr o risco de não ser correspondida
Viver é correr o risco de morrer
Confiar é correr o risco de se decepcionar
Tentar é correr o risco de fracassar
Mas, os riscos devem ser corridos
Porque o maior perigo é não arriscar nada
As pessoas que não correm nenhum risco
Não fazem nada, não tem nada e não são nada
Elas podem evitar sofrimentos e desilusões
Mas não conseguem nada , não sentem, não mudam
Não crescem , não amam , não vivem
Acorrentados por suas atitudes , elas viram escravos
Privam-se de sua liberdade.
Somente a pessoa que corre riscos é livre.

6 de out de 2008

Espécies de ....


Há tão diversas espécies de homens como há diversas espécies de animais, e os homens são, em relação aos outros homens, o que as diferentes espécies de animais são entre si e em relação umas às outras. Quantos homens não vivem do sangue e da vida dos inocentes, uns como tigres, sempre ferozes e sempre cruéis, outros como leões, mantendo alguma aparência de generosidade, outros como ursos grosseiros e ávidos, outros como lobos arrebatadores e impiedosos, outros ainda como raposas, que vivem de habilidades e cujo ofício é enganar! Quantos homens não se parecem com os cães! Destroem a sua espécie; caçam para o prazer de quem os alimenta; uns andam sempre atrás do dono; outros guardam-lhes a casa. Há lebréus de trela que vivem do seu mérito, que se destinam à guerra e possuem uma coragem cheia de nobreza, mas há também dogues irascíveis, cuja única qualidade é a fúria; há cães mais ou menos inúteis, que ladram frequentemente e por vezes mordem, e há até cães de jardineiro. Há macacos e macacas que agradam pelas suas maneiras, que têm espírito e que fazem sempre mal. Há pavões que só têm beleza, que desagradam pelo seu canto e que destroem os lugares que habitam.
Há pássaros que não se recomendam senão pela sua plumagem ou pelas suas cores. Quantos papagaios falam sem cessar, sem nunca compreender o que dizem; quantas pegas e gralhas são domesticadas para roubar; quantas aves predadoras vivem da rapina; quantas espécies de animais agradáveis e tranquilas servem apenas para alimentar outros animais! Há gatos, sempre à espreita, maliciosos e infiéis, que deslizam com patas de veludo; há víboras de língua venenosa, sendo o resto útil; há aranhas, moscas, percevejos e pulgas, que são sempre incómodos e insuportáveis; há sapos, que nos horrorizam e que têm peçonha; há mochos, que temem a luz. Quantos animais não vivem sob a terra para se manter! Quantos cavalos, que utilizamos para tantos fins, não abandonamos quando já não servem mais; quantos bois não trabalham uma vida inteira para enriquecer aqueles que lhes impõem o jugo: as cigarras, que passam a vida a cantar; as lebres, que têm medo de tudo; coelhos, que se espantam e acalmam num instante; porcos, que vivem na crápula e na imundície; patos mansos, que atraiçoam os seus congéneres, atraindo-os a armadilhas, corvos e abutres, que vivem apenas de podridão e de cadáveres! Quantas aves migratórias não voam tantas vezes de um extremo ao outro do mundo e se expõem a tantos perigos para sobreviver! Quantas andorinhas, sempre atrás do bom tempo; quantos escaravelhos, inadvertidos e sem objectivo; quantas borboletas à procura do logo que as queima! Quantas abelhas, que respeitam o seu chefe e vivem com tanta ordem e trabalho! Quantos zangãos, vagabundos e mandriões, não procuram estabelecer-se à custa das abelhas! Quantas formigas, cuja previdência e economia provêem a todas as suas necessidades! Quantos crocodilos fingem queixar-se para melhor devorar aqueles que são sensíveis às suas queixas! E quantos animais se submetem porque ignoram a sua força! Todas estas qualidades se encontram no homem e ele procede, em relação aos outros homens, como os animais de que acabamos de falar procedem entre si.

La Rochefoucauld, in 'Reflexões'

É logico que terei a minha própria opinião, já tinha lido este texto e achei graça, isto tudo depois de ler o Post, escrito pelo Homen da Coragem.

3 de out de 2008

Partiu


Partiu, para bem longe

Sem despedidas, sem adeus

Alguém chorou sua partida

Mas eu

Não derramei uma lágrima

Pelo contrário, fiquei contente

Feliz por saber esta ausência

Um alivio que me enche a alma

Que me deixa tranquila, serena

Serei insensível?

Não …. claro que não

Apenas feliz por saber que

O “Bicho” o dito “Cujo”

Se foi

1 de out de 2008

Finalmente



Finalmente
Com a chegada do Outono
É altura de, trocar, mudar
Os trapos, frescos, leves, finos
Por trapos, fortes, quentes
O mesmo vou fazer com minha vida
Minha bagagem esta pesada
Chegou a hora de guardar
A raiva, dor, desilusão, sofrimento
Angustia, desânimo, frustração
Pessimismo, tristeza
Num baú de lembranças,
Fechado com a chave do silencio
Colocar na mala
A paciência, coragem, esperança
Equilíbrio, tolerância, força
Amor, amizade, felicidade
Assim com um sorriso
Pego na minha mala
E caminho em direcção
À luz do sol