31 de jul de 2008

SONHAR


Para sonhar não é preciso

Ter passado, nem presente

Nem cultura, nem riquezas…

É preciso ter esperança

Pois sem ela ninguém vive

E sonhar é viver

Sonhar não é direccionar os pensamentos

Ao que pode ser real, mas sim tornar real

Mesmo que apenas na mente

O possível e o impossível

O real e o abstracto, o tudo e o nada

Num tempo e num lugar a serem definidos

Ao bel-prazer de quem sonha

Sonhar é dar a própria vida

A um sentimento de bem-estar

Entregar o coração as rédeas da razão

É viver com quem se ama sentindo-se amado

Sonhar é preciso e eu quero SONHAR

30 de jul de 2008

Minha Terra


HOJE SENTI SAUDADE

DE UM TEMPO QUE JÁ VAI

DE MINHA TERRA NATAL

QUE AINDA MOÇA DEIXEI

NA LEMBRAÇA TRAGO O CHEIRO

DO MAR E DAS FLORES

DO POVO E SEUS ENCANTOS

DA BELEZA DE SUAS CORES

A ESPERANÇA DE LÁ VOLTAR

NUNCA ME ABANDONOU

TERRA RICA TERRA POBRE

NUNCA ESQUECEU QUEM LÁ PASSOU

NASCESTE NOVA LISBOA

AFRICA, MINHA PAIXÃO

AGORA TE CHAMAM LUBANGO

VIVES EM MEU CORAÇÃO

29 de jul de 2008

Obrigado



Nossa vida é uma estrada, que pode ser longa ou curta, não sabemos onde tem curvas e nem tão pouco onde vamos chegar.
Estamos sempre lutando por novas conquistas, sempre conhecendo pessoas que são muito diferentes umas das outras.
As pessoas que entram em nossas vidas, não entram por simples coincidência.
É como o sol em dias de chuva que nem precisa aparecer, pois sabemos que ele existe e onde se encontra.
Assim são os verdadeiros amigos, sabemos que com eles sempre poderemos contar.
Desejamos sempre tê-los ao nosso lado, nos trazem Felicidade e alegrias.
O importante em nossa vida, é nunca esquecer de todas as pessoas que por nós passaram, porque por um motivo ou por outro fizeram parte de nossos dias.
Aqui neste mundo virtual também encontrei pessoas que de algum modo, me dão apoio, carinho, palavras de conforto e algumas verdades que me fazem despertar e pensar se minha atitude é a mais correcta.
A todos vocês o meu OBRIGADO

28 de jul de 2008

Em Direcção ao Sol


Moribunda saí á rua...
A dor que me invadia o peito
Que me consumia como fogo
Foi iluminada por um raio de sol quente
Que me invadiu a alma e a apaziguou
Como se alguém estivesse de longe
Em pensamento, em presença astral
De mansinho a me guardar
E as cores do céu mudaram
Ficaram mais leves, mais suaves
Mais alegres e mais brilhantes
E o meu coração encheu-se de alegria
Por estar viva para apreciar aquele momento
Senti que tinha que seguir o meu caminho
E que nunca estarei só
Porque tenho-me a mim própria
E se tenho tanto para dar aos outros
Também me posso dar a mim
Então decidi que não ficaria em casa
A chorar por quem não soube receber
O tanto que eu tinha para dar
E dei um passo em direcção ao sol...

27 de jul de 2008

Calejada


Não direi que estou calejada, uma vez que descobri que até nesta fase da vida, em que me encontro, me deparo com enganos, decepções, e erros ao acreditar que sou capaz de enxergar a alma e os sentimentos das pessoas às quais me apresento de coração aberto e com entrega total e, somente o tempo (muito tempo) acaba me mostrando o quanto errei ao crer na sinceridade do que ouvia e dos actos que eu julgava serem praticados com lealdade e amor. Descobri que sou incapaz de conhecer alguém verdadeiramente, porque acredito na ilusão dos meus olhos, dos meus ouvidos, do meu coração. Eu seria capaz de garantir, sem pestanejar, que reconheceria, em qualquer lugar deste planeta, o ser que materializasse tudo que sonhei, porque cria piamente que aquele que soubesse interpretar a minha alma, que revelasse extrema identidade com o meu modo de ser, de pensar, de agir, sentisse por mim tudo que eu lia nos seus olhos, que ouvia da sua boca. Errei e como errei! Descobri que a sensibilidade e até o amor podem ser teatralizados quando existe plateia. Descobri, tristemente, que algumas pessoas, sob o manto de pretensas carências afectivas, de sonhos que completem seus mais íntimos sentimentos, de demonstrações efusivas de realização pessoal, esquecem que do outro lado existem seres humanos de verdade e que brincar com sentimentos, em qualquer fase da vida, pode causar rombos incorrigíveis e feridas incicatrizáveis, em corações de boa fé, repletos de amor sincero para ser doado em toda sua dimensão ao ser que se dispôs a recebê-lo. Não, eu não direi que estou calejada. Direi, apenas, que o meu coração endureceu, que um único ser foi capaz de me transformar, primeiramente plantando um jardim perfumado dentro de mim, e, depois, arrancando cada galho, cada flor, cada semente, sem anestesia, até remover toda a terra capaz de reproduzir, deixando, enfim, um terreno árido, improdutivo. Nem mesmo o jardineiro que assumiu o papel de destruidor de sonhos, de crenças, de esperanças, de magias, de encantamento, de ilusões. É bem verdade que a vida continua e que dela devemos absorver o que há de melhor e que o melhor é produzido por nós mesmos. Somos os únicos responsáveis por isso.

24 de jul de 2008

Irei Vencer


Porque não me deixas em paz
depois de tanto tempo
tanta dor, tanta magoa
basta tu apareceres
e tudo volta ...
as lembras me assombram
revivo cada momento
sentires que em mim
existem ...
sai de uma vez
deixa-me viver
basta de palavras
maldosas, ameaças,
já não sou quem era
não me controlas mais
não tenho mais medo
não me vou deixar abater
vou enfrentar mais uma vez
foste tu que me ensinas-te
a gostar de mim a valorizar-me
mais uma batalha que eu
irei vencer ...

23 de jul de 2008

Beleza


Lua, esplendorosa e bela, que brilha todas as noites e encanta seus olhos.
Ela é silenciosa como a própria madrugada.
É bela e natural, sem a vestimenta da vaidade supérflua.
A beleza existe dentro de você.
Não se prenda aos resquícios da vaidade que o torna fútil e vazio.
Seja cuidadoso com seu corpo, mente e espírito e cultive o hábito sadio da simplicidade.
Sendo espontâneo e natural, seus valores serão reconhecidos por todos, assim como a lua que brilha na noite dos tempos sem que ouçamos dela a voz da vaidade.

22 de jul de 2008

SERÁ


Será que não mereço caminhar em busca
da felicidade, aquela que tanta gente têm
e por vezes não lhe dá o devido valor,
será que não mereço a paz que tanto anseio
aquela que muitos têm e deitam fora
será que não mereço uma oportunidade
aquela que tantos têm e se negam a ela
será que não mereço uma nova vida
aquela que os outros têm e destruem
será que não mereço ser amada
aquilo que muitos têm e não merecem
será que não mereço ser feliz
..................SERÁ...................

18 de jul de 2008

Onde Estás

Onde estás?

Vou-te encontrar
Sei que vou
Numa rua, uma esquina
Numa palavra, doce
Num sorriso, de lábios
Num olhar, meigo
Num beijo, de mel
Diz-me … onde estas?
Amor…
Vem fazer de mim
A sereia do teu mar
A areia do teu deserto
A rosa do teu jardim
Onde estás?

17 de jul de 2008

Momentos

Sim, existem, momentos
e realidades lindas
em nossa vida...
Em nossa e em todas
as vidas...
Sejam elas quais forem!

Mas, certamente, as mais belas
são as coisas vindas do nosso íntimo
e do nosso interior...

Quando somos realmente
quem somos!
Sem máscaras, nem embalagens...
Mentiras, nem falsidades...
Sejam elas de conveniência
ou não...

Sim, belos são os sentimentos,
que se manifestam e se traduzem através de gestos e de palavras...
E de atitudes simples, claras, sinceras e significativas...

E os sorrisos
que vêm de dentro de cada um...
Quando eles revelam o "eu" interior
que se achava perdido
ou escondido!

Por medo, dúvida, carência
ou insegurança!
Sim, belo é admirar e sentir o brilho
de olhos nos olhos...
Tudo descobrirem...
E nada esconderem...

Belos são os dias de sol depois de noites frias e chuvosas...
E as noites onde as estrelas brilham
lá no céu...


Sim, belo é buscar e descobrir,
no céu mais azul, todas as estrelas
que, lá, se escondem...
Para dá-las de presente
ao ser querido ou amado...
Belo é sentir, na face,
a poesia do vento...

É saber reconhecer a beleza contida
na natureza, nas flores, nas crianças
e nos idosos...
Deixando que as lágrimas rolem
pelo rosto sem vergonha
ou medo de nada...
Nem de ninguém...



Sim, belo é descobrir
a importância da vida,
dos sentimentos, da paixão
É saber viver com o sonho
e não do e para o sonho...

Sim, belo é ser verdadeiro
e sincero...
Sendo realista...
Mas não sendo cruel...
É acreditar na beleza contida
neste nosso mundo...

Nas pessoas...
Em algumas delas...
E em todas as coisas...
Sim, belo é ser gente...
É ser humano, realmente...

É continuar, contra tudo
e contra todos, sendo humano
e sendo gente...
Em qualquer momento
e situação...

Mesmo nas piores condições...
Naqueles dias e horas
de tristeza, decepção
e dificuldade...
Sim, belo é ser quem tu és...

16 de jul de 2008

Vida



Acreditar na vida
É ter esperança no amanhã
Saber que após a noite vem o dia.
Não invadir o espaço alheio
Ser espontâneo
Amar as pessoas incondicionalmente.
Aproveitar todos os momentos...
Confiar na voz da intuição
Perdoar as pessoas
Ter pensamentos positivos
Respeitar os sentimentos dos outros
Encontrar a felicidade nas pequenas coisas
Entender que somos pessoas únicas
Ter motivação!Enxergar além das aparências
Descobrir que precisamos dos outros
Esquecer o que passou.
Buscar novos horizontes
Perceber que somos humanos
Vencer a nós mesmos
Ver a beleza da alma
Sair da passividade
Saber que a vida é consequência de nossas atitudes
Mimar a criança interior
Deixar acontecer...
Curta as pequenas vitórias
Viva apaixonado pela vida
Visualize só coisas boas
Entenda que há limites
Tenha auto-estima
Veja a vida com outros olhos...
Saber que estamos só de Passagem...
Melhorar os relacionamentos
Aproveitar as oportunidades
Ouvir o coração
Acreditar em você.

14 de jul de 2008

Alcool


É verdade existe tanta gente neste país irresponsável, pessoas que bebem até ficarem num estado de euforia e embriagues total, perdendo o sentido de responsabilidade, reflexão e sensatez.

Ontem, quatro brasileiros completamente embriagados, dentro de um carro provocaram um acidente horrível, fazendo uma ultrapassagem em cima de uma ponte, onde não havia visibilidade, saindo de sua faixa de rodagem , indo chocar de frente com outro veículo, este uma carrinha e com uma altura suficiente, porque o embate atingiu a parte do motor, imaginemos agora um carro normal onde teria sido o embate.

O motorista da carrinha que seguia tranquilo, porque estava trabalhando, ganhando o seu sustento, vê-se assim envolvido num acidente, onde o condutor do outro veículo perde a vida com 26 anos, deixando uma esposa grávida de 6 meses, tendo esta assistido a todo o acidente. Um deles fugiu , o que leva a pensar que estaria ilegal, os outros dois tiveram que ser assistidos, um saiu de colarinho outro de muletas.

O motorista da carrinha é meu sobrinho, felizmente encontra-se bem, apenas com alguns hematomas.

Muitas vidas são ceifadas por acidentes provocados por este tipo de motorista, famílias são desfeitas, filhos se vão, deixando a saudade no seio de seus lares, mães nunca mais se erguem, esquecem da vida para se lembrarem apenas de seus filhos que se foram para sempre, o fim é trágico a dor é eterna.

11 de jul de 2008

Devo caminhar


Devo caminhar, olhar em frente
Deixar o passado no lugar, que ele merece
No fundo de um poço, onde estive e sai
Das correntes que me prendiam, e serrei
Das grades que me mantinham presa, e cortei
Libertando minha alma e meu corpo
Em busca de luz, esperança
Algo de novo cresceu em mim
Quero viver cada dia como se fosse único
Me entregando aos prazeres dos sonhos
Ver as estrelas brilhando de novo
O sol me aquecendo o rosto
Sorrir, brincar, cantar, dançar,
Voltei a ter forças para querer
E vontade de viver

10 de jul de 2008

Mentira


MENTIRA FOI ACREDITAR QUE TE AMEI UM DIA
FOI ME ILUDIR QUE ERAS TU QUEM EU QUERIA
VIVER UM AMOR QUE SÓ ME FEZ SOFRER
PENSASTES QUE PODIAS USAR E ABUSAR SEM ME PERDER
HORRIVEL FOI ACREDITAR QUE EU NÃO TE PODIA ESQUECER
QUE O MEU AMOR POR TI ERA PARA VALER
HOJE TUDO ISSO SÓ É PENSAMENTO
JA TERMINOU ESTE MAR DE TORMENTO
QUE ERA MENTIR PARA MIM
QUE O NOSSO AMOR NUNCA TERIA UM FIM
ESTA PAIXÃO QUE ERA MAIS QUE UMA GRANDE ILUSÃO
TUDO O QUE FIZESTES FOI MENTIR E MAGOAR O MEU CORAÇÃO..

9 de jul de 2008

Um pouco de mim


Esta sou eu, meu nome é Paula, com 42 anos, mãe de 3 filhos lindos, separada, Funcionária Publica à 29 anos, neste momento e exercer funções na área de Recursos Humanos, de um Ministério por enquanto, porque como anda este Pais, e com os disponíveis à porta nem sei o meu futuro como profissional. Voltei a estudar no RVCC 12º ano. O que sou como pessoa vamos descobrindo, hoje, amanha, um pouco todos os dias.

7 de jul de 2008

A meu lado


A meu lado só quero alguém
que queira estar junto de mim,
alguém que me ame como eu o amo
me respeite, seja meu companheiro
que dê valor aos meus sentimentos
Que me veja como um ser humano
que me valorize pelo que sou
e não pelo que eu tenho
Que nunca me peça para mudar
que seja sempre eu
Que caminhe a meu lado
não à frente nem a trás
que me dê a mão e segurança
que seja minha luz, minha paz
minha estrela, meu céu
talvez eu encontre esse alguém
e conheça a verdadeira felicidade

Medo de sofrer


O grande medo de amar, por alguns, é tão grande quanto o medo de não ser amado. Na realidade, acredito que por traz do medo de amar está o medo maior de sofrer, de ser rejeitado, abandonado ou por outras razões. Mas essa atitude nos leva a equação: “ O medo de não sermos amados nos impede de amar”. Neste mundo MODERNO muitas pessoas se sentem envergonhadas de amar, como se fosse algo ridículo e bobo. Mas somos seres nascidos para o amor e, no entanto, tentamos negar nossa própria essência.

Todo mundo que ama está sujeito a passar por maus momentos por causa de uma separação. Não importa quem tomou a iniciativa, o fato é que não existe separação sem dor. Um sofrimento difícil de ser explicado, compreendido e, principalmente, sentido. Com a alma e o coração partidos, as feridas emocionais arranham a auto-estima e o amor-próprio. A raiva e a tristeza se apoderam da nossa vida e nos enfraquecem, destroem nossos sonhos, devoram o nosso entusiasmo e paralisam a nossa vida.

Acima de tudo, é preciso manter a fé, pois pior do que passar por isso é sonegar emoção, é evitar o risco e o compromisso, escondendo-se atrás das grades da razão.

Talvez, HOJE, seja o dia propício para fazer uma pausa e pensar: “Será que alguma experiência dolorosa do passado continua exercendo influência sobre meu jeito de amar e sobre a profundidade de meus relacionamentos?”

4 de jul de 2008

É mais fácil


É mais fácil ser sincero que fingir.
É mais fácil ser verdadeiro que sustentar a mentira.
É mais fácil agir que conviver com o arrependimento.
É mais fácil fazer direito que voltar atrás e consertar.
É mais fácil planejar com antecedência que tentar recuperar o tempo perdido.
É mais fácil alcançar a excelência que tolerar a mediocridade.
É mais fácil viver com propósito e determinação que deixar que outros controlem sua vida.
É mais fácil acabar o trabalho agora que voltar a ele mais tarde.
É mais fácil trabalhar com cooperação e respeito que com trapaças e brigas.
É mais fácil falar o que pensamos que conviver com a injustiça.
É mais fácil perguntar e aprender que viver na ignorância.
Depois que tudo está dito e feito, a vida é mais fácil quando a vivemos como deve ser vivida: com propósito, honestidade, esforço, e respeito..

Vontade


Eu estou com vontade de:
Comer chocolate;
Comprar um livro;
Tomar chuva;
E de depois da chuva, um banho quente;
Estou com vontade de... fechar os olhos e fazer desejos acontecerem;
Vontade de chorar de tanto de rir;
Vontade de estar de mãos dadas com alguém;
De olhar em olhos que procuram pelos meus;
Vontade até de gritar;
De esquecer os problemas que andam me sufocando
Vontade de tomar chocolate quente com chantily;
De viajar.... de sumir pra ali;
Com vontade de virar borboleta;
De andar por aí tendo a certeza de que encontrarei alguém
Vontade de sentir meu coração leve.


2 de jul de 2008

Valeu a pena


Num dia está tudo certo, no outro as coisas já não são tão perfeitas assim. Altos e baixos fazem parte da construção do nosso carácter. Afinal, cada momento, cada situação, que enfrentamos em nossas trajectórias é um desafio, uma oportunidade única de aprender, de se tornar uma pessoa melhor. Só depende de nós, das nossas escolhas. Não sei se estou perto ou longe de mais, se peguei o rumo certo ou errado. Sei apenas que sigo em frente, vivendo dias iguais de forma diferente. Já não caminho mais sozinha, levo comigo cada recordação, cada vivência, cada lição. E, mesmo que tudo não ande da forma que eu gostaria, saber que já não sou a mesma de ontem me faz perceber que valeu a pena...

1 de jul de 2008

Filha


Hoje não era para escrever nada, mas ao ler o que uma criança escreveu, vendo a dor sentida em cada palavra, não posso deixar de partilhar com vocês. Foi com uma enorme tristeza que li cada palavra, mas também com orgulho.

Isto foi escrito por minha filha Carla Sofia de apenas 10 anos.

Hoje senti um vazio enorme no meu coração, pois meu pai não me liga nenhuma. Só se importa com a filha da namorada dele. E isso deixa-me muito triste, porque ele é meu pai não dela. Só se importa com a sua companheira que não lhe é nada, mas não comigo, que sou do sangue dele. Quem realmente se importa comigo é minha mãe, uma grande mulher corajosa, determinada e que luta com todas as suas forças para alcançar o que deseja. Ela sim é que se importa comigo e com os meus irmãos. E quem dera a muita gente ter uma mãe como esta.